Foram dois anos longe, dois anos tentando de longe manter de alguma forma o blog andando. Me frustrei, não consegui. Não consegui porque escrever sobre o Copan é mais do que apenas imaginar histórias, é viver diariamente lá. É andar pelos corredores amarelos do bloco B com medo de encontrar um fantasma, é ouvir os vizinhos cantando no chuveiro, é ter os porteiros como amigo e correr para eles em dias de insônia.Read More →

O que todo mundo está cansado de saber é que eu duvido muito que um dia eu mesma vá me casar. Repito esse clichê enorme quase que todo dia e quanto mais digo isso mais acredito que talvez eu esteja errada. Sei que devo passar a impressão errada para todo mundo, então pensei: “Poxa, talvez seja o momento da confissão e de explicação de uma questão bem importante”. Não é a toa que tenho um blog que entre muitos assuntos fala (e muito) sobre casamentos, não é por curiosidade que passo boa parte do meu tempo livre caçando e compartilhando vídeos de casamentos alheios. NãoRead More →

Não sou boneca para você brincar e jogar fora Não sou bagaço para você chupar até não poder mais Não sou brinquedo para você usar e jogar fora Não sou escrava para ser explorada Não sou vaquinha de presépio Sou competente no que faço Sou alguém conquistando meu espaço Sou alguém que merece consideração Sou alguém que merece motivação Sou alguém que quer, pode e vai conseguir ter um lugar no mundo Se você não consegue enxergar isso Se você é tão cego que não vê o além Sinto muito, é tão péssimo, é tão hipócrita, tão incapaz Que sempre perde e nunca ganha !Read More →