Era na porta dela que ele batia quando precisava de uma colher de açúcar e para filar um pão com manteiga antes de dormir depois de uma balada. Ela tocava a campainha dele para pedir opinião sobre o que vestir quando recebia algum convite para sair e também para lavar suas roupas, era jornalista, ganhava pouco e não tinha máquina de lavar.Read More →