Ainda estava escuro quando o despertador tocou anunciando que havia chegado a hora. Sonolenta saiu debaixo do cobertor e alcançou o interruptor para acender a luz, bem tranquilamente trocou de roupa, tomou sua caneca de café fumegante, escovou os dentes e saiu pela porta da sala pronta para enfrentar o que viria pela frente. O que ela não sabia era que naquele dia ela tinha acordado para morrer.Read More →