A voz melosa de Adele soava pelas caixas de som quando ele chegou. Perdida nos acordes de Set Fire to the rain, terminava de fazer o jantar, não esperava que ele chegasse tão cedo. Estava com suas roupas embaladas da lavanderia numa das mãos e a mochila do laptop em outra. Descalça na pequena cozinha me virei para encarar seus olhos azuis penetrantes que faziam minha espinha gelar, fazia poucas semanas que estávamos juntos e eu ainda não tinha acostumado com as sensações que ele despertava no meu corpo só com seu olhar. – Oi, ele disse baixinho enquanto abri espaço para ele na cozinha.Read More →

Em um belo e cinzento dia descobriu que tinha cansado de brincar de ser solteira. O pega-pega dos relacionamentos instantâneos e o esconde-esconde com a solidão começaram a ficar chatos e extremamente tristes. Pegou-se desejando descer para o playground dos relacionamentos sérios. Onde o gira-gira ia cada vez mais rápido quando girava em dois e o balançar de mãos dadas deixava o pôr do sol mais encantador. Desejava a sensação da gangorra da palavra compromisso e o escorregar os dedos finos em alianças imaginárias. Não tratava mais de carência, estava longe disso. Esperava pelo prazer da companhia do outro quando se chega em casa. SentarRead More →

Dezembro era seu mês favorito, pelas festas de fim de ano, pelo clima bom e principalmente porque era o mês que ela finalmente reencontrava ele, que ela carinhosamente apelidou de seu ” doce dezembro”. Se conheceram ainda adolescentes em uma viagem para Disney, se perderam juntos na casa do Mickey, fugiram para todos os países do Epcot Center e tomaram um banho de presente da baleia Shamu no Sea World.Hoje, riem quando lembram que foram severamente trancafiados numa sala porque furaram a fila na Universal Studios e comeram feijão doce porque não entendiam o cardapio do restaurante mexicano em Miami. Voltaram para o Brasil naqueleRead More →